Segunda-feira, 28 de Dezembro de 2009

Grandioso Campeonato Espancador Vara de Pinho

Esta semana foi semana de Campeonato Grotafundense de Ordenha.

 Com um campeonato renhido como poucos, e a duas jornadas do fim, toda a Grotafunda foi mobilizada a assistir às emocionantes últimas semanas do campeonato.

 Sem mais delonga aqui ficam os resultados desta jornada:

Associação Grotafundense de Ordenha: 22

Juventude Vaqueira                                   : 22

 

Homens do Leite Ordenha Clube: 20

Marítimos do Cerrado                   : 28

 

Lavradores Independentes      : 24

Grotafunda Ordenha Clube     : 24

 

Tributo Ancião da Grotafunda                                                                                                         : 30

Associação Paroquial Académica Comercial Medicinal Pecuária e Desportiva Grotafunda: 32

 

 Como podem observar a jornada desta semana proporcionou surpresas chocantes no Grandioso Campeonato Espancador Vara de Pinho.

 

A começar, os detentores do título Associação Grotafundense de Ordenha, continua na sua espiral descendente, após a derrota contra a Grotafunda Ordenha Clube, agora um empate contra os claramente inferiores Juventude Vaqueira. Todos os 12 adeptos que se deslocaram ao municipal da Grotafunda saíram visivelmente desiludidos com os pupilos de Firmino Raúle. Firmino Raúle que tem causado muita polémica como técnico da equipa da baixa Grotafunda, a equipa parece sem ritmo, perde litros de leite aparentemente fáceis, e em suma falta-lhe o vigor de épocas passadas. Correm até rumores que Firmino nem é francês e que o apelido, alegadamente de origem gaulesa, não é Raúle mas sim Raul. Este escândalo tem suscitado manifestações à porta da cede do AGO, que pedem a demissão imediata do técnico. O blog Blayer entrevistou um desses manifestantes:

 

 “Isto realmente é muito triste, muito, muito triste. Isto neste mundo existem dois tipos de pessoa: os que se usam a si em prol da ordenha, e os que usam a ordenha em prol de si. E infelizmente a segunda hipótese retrata perfeitamente o senhor Firmino Raul, que não é francês coisa nenhuma, ainda à coisa de quatro anos era empregado no bar do meu cunhado. E mesmo aí já se previa que daria um péssimo técnico de ordenha, mandava sempre entrar os amendoins demasiado cedo, e colocava os tremoços onde não eram desejados.”

 

 Por esta e outras críticas a direcção do AGO convocou uma conferência de impressa, para que o técnico do clube pudesse responder aos mais cépticos. O Blayer esteve lá e apurou o seguinte:

 

 “Estes senhores que se dizem adeptos da Associação Grotafundense de Ordenha mentem. Esses detractores não passam de víboras, seres rastejantes e reles, que com o seu veneno apenas destroem o bom ambiente que se vive na Associação Grotafundense de Ordenha. O meu colectivo é um colectivo forte, o meu colectivo é um colectivo amigo, o meu colectivo é um colectivo profissional que tem dado o seu máximo em prol dum clube com uma história tão singular como o nosso. É extremamente injusto atacar homens de valor, homens com h grande, que todas as jornadas vestem com amor e orgulho as jardineiras deste grupo. Eu enquanto treinador, mais, enquanto fervoroso amante deste emblema jamais aceitarei, que certas larvas sujas e nojentas, tentem atacar algo que me é tão precioso. E no que toca à minha às dúvidas sobre a minha naturalidade, não há nada de mais ridículo, eu sou claramente francês, repare, tenho uma boina, um bigode, cheiro mal dos sovacos e vou neste preciso momento comer uma baguete.”  

 

 Também nesta semana os Marítimos do Cerrado conseguiram uma justíssima primeira vitória, por 20-28 frente ao Homens do Leite Ordenha Clube. Um inspiradíssimo Jonathan Miranda ordenhou sozinho mais de metade dos litros do Marítimos, as suas impressionantes exibições têm despertado o interesse de variadíssimos clubes em variadíssimos locais do mundo, falando-se mesmo no interesse do Dínamo Krasteck da Ucrânia ou até mesmo dos tri-campeões do Cazaquistão o Fulcrapecz.

 

 Mas o maior choque aconteceu no Municipal Ancião, com a derrota do actual líder Tributo Ancião da Grotafunda frente à maior surpresa do torneio a Associação Paroquial Académica Comercial Medicinal Pecuária e Desportiva Grotafunda por 30-32.

 

 A derrota foi um choque tremendo, no embate entre os líderes o Municipal estava mais que superlotado, com uns épicos 18 espectadores. Toda a gente esperava que o TAG decidisse o campeonato neste jogo, e os adeptos preparavam-se para comemorar o feito. Como heróis o trio do TAG entrou no municipal, liderados pelo capitão Carlos Abelha, o homem da casa Apolo Silva Santos e o génio de Marselha Jacques Pires.

 

 Por outro lado, a expressão bélica na face dos homens da APACMPDG provocava calafrios a todos os que procurassem contacto visual. Desde cedo se percebeu que os homens de Américo Amaro não iriam entregar os 3 pontos de mão beijada aos locais.

 

Com esplendor e grandeza começou a equipa da casa, 3 litros para Carlos Abelha, 2 para Silva Santos e 3 para Jacques Pires, que mais uma vez deleitou os fans, ao usar a boca como uma terceira mão e assim adicionar mais litros à sua conta pessoal. No entanto Jacques não manuseou as tetas durante muito tempo, talvez para se poupar para os períodos que se avizinhavam.

 

 Com afinco e pundonor começou o APACMPDG, a velocidade da sua ordenha fez com que muitos dos espectadores julgassem que se tratava duma equipa de hexadáctilos. De facto os três agricultores completavam-se tão bem que pareciam um só super-lavrador. 12 litros foi o resultado para a equipa da Grotafunda central o que lhe dava uma vantagem de 4 litros ao fim do primeiro período.  

 

 Foi aí que João Silvâ se apercebeu que não poderia ceder um milímetro para os segundos classificados. E no segundo período vimos o mesmo Jacques Pires que vemos nas nossas fantasias. O homem massaja, beija e acaricia as tetas do animal como quem acarinha um filho, e o resultado é litradas de leite, neste caso anda mais nada menos que 16 litros de leite. No segundo período nem Abelha nem Apolo de aproximaram do animal, nem foi preciso, seria como se um servente de pedreiro desenha-se a capela sistina.

 

Perante tal enquadramento pouco ou nada há a fazer, e a APACMPDG apenas conseguiu ordenhar 6 litros no segundo período, deixando assim o resultado nuns 24-18.

 

 Mas a grande reviravolta veio no terceiro período. Quando os adeptos do TAG já saltavam em júbilo a antever a conquista da prova. No último período João Silvâ substituo o esgotado Jacques Pires por Sílvio Tomás. No terceiro período o TAG fez trabalho de manutenção, cada atleta ordenhou 2 litros cada um e permitiu que cada um tivesse tempo suficiente com a vaca para elaborar as suas técnicas de ordenha.

 

 Essa desaceleração mostrou-se fatal, com força redobrada os pupilos de Américo Amaro, trabalharam aquela vaca com fulgor tal que ou ela produzia leite ou eles lhe batiam (como foi o caso, a certa altura José José deferiu uma pancada na glândula do animal, o que foi falta com direito a pancada de cauda).  E o que é certo é que a vaca correspondeu á vontade (por vezes até brutalidade) dos atletas da Grotafunda Central. E vimos esguichos e esguichos de leite a cair no balde da APACMPDG, esguichos esses que ao se amontoarem criavam uma porção de leite cada vez maior. E, perante os olhares perplexos dos adeptos do TAG, essa porção resultou em 14 litros, dando assim a vitória aos visitantes por 30-32.

 

 Foi um ambiente pesado que se viveu na baixa Grotafunda, durante muito tempo ninguém conseguiu dizer nada, como reza a letra dos Mão Morta “Ninguém dizia nada, o silêncio, acompanhava o olhar vazio, a dor”.

 

 Aqui fica a tabela classificativa actualizada:

 

Associação PACMPD Grotafunda

15 pontos

140 litros

Tributo Ancião Grotafunda

12 pontos

151 litros

Associação Grotafundense de Ordenha

10 pontos

132 litros

Juventude Vaqueira

07 pontos

129 litros

Grotafunda Ordenha Clube

07 pontos

123 litros

Marítimos do Cerrado

03 pontos

097 litros

Lavradores Independentes

02 pontos

103 litros

Homens do Leite Ordenha Clube

01 ponto

102 litros

sinto-me: exaurido
música: Mão Morta - Arrastando o seu cadáver

Domingo, 14 de Junho de 2009

Grandioso Campeonato de Ordenha Espancador Vara de Pinho

A um dia do terceiro aniversário deste blog, o Grandioso Campeonato de Ordenha Espancador Vara de Pinho fica curiosamente a três jornadas do fim, sendo os resultados desta semana os seguintes:

 

Tributo Ancião da Grotafunda   26                  

Marítimos do Cerrado               24

 

 

 

 

 

Lavradores Independentes 24

Homens do Leite Ordenha Clube 24                 

                                                                                   

Grotafunda Ordenha Clube             34   

Associação Grotafundense Ordenha26  

 

Associação PACMPDG da Grotafunda 31

Juventude Vaqueira                                27

 

 

 Foi sem dúvida uma semana carregada de surpresas no Grandioso Campeonato de Ordenha Espancador Vara de Pinho, a começar pela derrota do actual campeão (Associação Grotafundense Ordenha) contra a Grotafunda Ordenha Clube por uns expressivos 34-26, AGO que já na última jornada sacaram um sujo triunfo da vaca frente aos Marítimos do Cerrado, triunfo que fedeu durante meses com o seu enxofre, o pitoresco palco da ordenha da Grotafunda.

 

Não tiveram semelhante sorte esta semana. Por divina obra do karma, encontraram uma motivadíssima equipa do GOC, que lhes deixou completamente sem argumentos, e a todos os 14 espectadores presentes na Queijaria Alberto um agradável sentimento de perplexidade.

 

No entanto não foi o GOC / AGO, o embate mais electrizante desta semana de retorno do Grandioso Campeonato de Ordenha Espancador Vara de Pinho. De facto o defronto que perdurará eternamente nos anais desportivos da Grotafunda foi o Tributo Ancião da Grotafunda  V.S  Marítimos do Cerrado.

 

Á entrada do “Santuário do Leite” o TAG e o MC, eram duas equipas em situações tudo menos similares. Por um lado o TAG, líder invicto do campeonato com 95 litros em 3 jogos, a viver a sua melhor época de sempre, em parte devido ao novo mentor João Silvâ, filho de emigrantes portugueses na França, que trouxe para a Grotafunda técnicas de ordenha que fazem até as mais duras vacas contemporâneas liquefazerem-se. Em parte também do talento eminente de Jacques Pires, que veio com Silvâ como grande promessa do treinador, não só para a equipa da baixa Grotafunda, como também para toda a liga em geral, pois a finura de Jacques prometia deleitar-nos maravilhados perante tais técnicas tão inventivas, complexas, utópicas e belas.

 

Quanto ao Marítimos as circunstâncias eram outras, ainda sem pontuar, e com menos 44 litros que o adversário, não se esperava tarefa fácil para os pupilos de Albino Santos. No entanto a escandalosa injustiça de meses atrás, motivava-os com raiva e garra. Acredita-se que naquela altura o TAG fosse personificação de tudo isso. Os homens de Santos tinham apenas uma missão: estimular aquelas glândulas mamárias, e estimula-las bem.   

 

 Era um clima tenso que se sentia então pelas 6 e 30 da manhã no “Santuário do Leite”, frente a frente os guerreiros de Silvâ: Carlos Abelha; Jacques Pires e Apolo Silva Santos. Contra os gladiadores do cerrado: João Silva; Jonathan Miranda e Rui.

 

Suores frios percorrem os atletas e os espectadores (perto de uns 18, que fazia o Santuário encher pelas costuras), entoavam-se cânticos de guerra, cuspia-se para o chão, alivia-se a comichão iminente, provocada pela infame micose genital proveniente do nervosismo. E o cronometrista (imprudente) soa a campainha e decide que aqueles mancebos viris se gladiem perante as massas em êxtase. Começa Jacques Pires, que defraudando os cépticos que o catalogavam de prima-dona ofereceu as tetas com mestria tanto ao experiente capitão Abelha, como ao menino bonito, um autêntico modelo dos bancos de madeira baixinhos, Apolo Silva Santos. Este jogo de equipa cedeu aos Tributo 9 litros.

 

Estupefactos com tanto talento, os Marítimos vacilaram a principio, e começaram timidamente com Rui, que como se nunca tivesse visto tetas na vida, tocava a vaca a medo, quase a perguntar “poso? Por favor? Obrigado” sempre que os seus trémulos dedos sentiam as macias glândulas do bovino. Mas Albino Santos, pedagogo experiente, rapidamente constatou que Rui não consegui gerir a pressão de semelhante encontro, substitui por uma velha raposa da ordenha, que já marcou presença em 6 clubes diferentes do campeonato tendo mesmo sido campeão em 1997 pelo Grotafunda Ordenha Clube: Márcio Alves.

 

E valeu a experiência de João Silva e Márcio Alves, para arrancarem o jogo para os Marítimos, permitindo assim ao cair do primeiro parcial uma autêntica “explosão Miranda”. Jonathan Miranda, que já no último jogo tinha tido uma muito boa prestação, ordenhou neste primeiro período 5 litros de leite, permitindo assim terminar o primeiro período apenas a perder por 9-8.

 

Ao avistar uma possível vitória perante os virtualmente imbatíveis TAG, os Marítimos redobraram as forças para o segundo período. De facto entraram com tanta vivacidade e vontade de ganhar que o grito de Jonathan na cara de Jacques “Esta é a minha vaca” ouviu-se em todo o Santuário, no confronto que muitos já dizem ter sido “Godzilla contra King-Kong da ordenha”. E os homens do Marítimos ordenharam com labuta e garra, bolhas com pus e sangue se fizeram nas mãos desses bravos homens, e esse pus sangue e suor caía dramaticamente no leite, deixando o liquido impróprio para consumo mas recomendado para poética contemplação.

 

Perante tão estóico esforço, não houve talento que resistisse, e no segundo período o resultado era de 15-19.

 

Para o início do 3º e último período, Albino Santos viu-se obrigado a substituir Márcio Alves, que já não pode contar com a stamina dos impertinentes jovens que era suposto enfrentar. Albino pressupôs que, devido á vantagem da equipa e da segura performance dos seus homens, que seria uma boa altura para permitir a nova entrada de Rui. Pois maldita a hora em que o fez, Rui denotou ainda demasiada pressão e deixou-se dominar pelo momento. As tetas escorregavam-lhe das mãos, era demasiado rápido quando a vaca queria que ele fosse gentil, era lento quando a vaca queria vigor, precipitava-se, enganava-se no timing, julgo até que a certo momento se viu lágrimas nos seus olhos. Decadente espectáculo nos proporcionou Rui, é muito triste ver um homem já adulto deixar-se manipular, consumir e ser mal digerido assim por uma vaca. Ainda assim o Marítimos (com 24 litros) ainda detinha uma vantagem razoável, ainda para mais quando os homens do TAG pareciam desmotivados.

 

E foi na altura dos guerreiros de Silvâ mostrarem o que valiam, que história foi escrita nas rudes e esplendorosas mãos de Jacques Pires. Quando tudo parecia perdido, Jacques ocupa o banquinho e com a minuciosidade de um ourives, a paixão de um herói e o fulgor de um tenor começou a fazer das glândulas daquele desmesurado animal, instrumentos de uma sonata, mármore onde ele esculpiu um sonho, juro por Deus que a meio do processo fechei os olhos e ouvi coros de anjos e harpas. O momento de todos mais divinal, foi quando Jacques encostou os quentes lábios á teta do bicho e sugou com adocicado calor o alvejado líquido. Lágrimas vieram-lhe aos olhos, mas ao contrário das lágrimas de Rui, que eram lágrimas de pavor, medo e desejo de evasão, estas lágrimas eram lágrimas de paixão, alegria e vivacidade. Acho que a cara de todos nós, cidadãos do mundo, se enterneceria perante tão bucólico retracto. Jacques ordenhou sozinho 11 litros que garantiram a vitória da equipa, parou por ai, mas se lhe deixassem teria ordenhado leite suficiente para todo um continente. Ele e a sua vaca se elevariam ao inatingível espaço apenas reservado para a mais pura virtude, a mais pura complexidade, a virtuosa promiscuidade, autêntico cimo do monte Olimpo na memória de todos nós. Eu sei meus senhores que o mundo não é feito apenas de ordenha, mas juro-lhes eu que naquele momento o mundo parou por causa de um homem e da sua vaca.

 

Sem mais a acrescentar aqui fica a tabela classificativa:

 

       

Tributo Ancião Grotafunda

  12

121 litros

Associação PACMPD da Grotafunda

  12

108 litros

Associação Grotafundense de Ordenha

  09

110 litros

Juventude Vaqueira

  06

107 litros

Grotafunda Ordenha Clube

  06

099 litros

Homens do Leite Ordenha Clube

  01

082 litros

Lavradores Independentes

  01

079 litros

Marítimos do Cerrado

  00

069 litros

sinto-me: extasiado
música: Earth Intruders - Bjork

Quinta-feira, 31 de Janeiro de 2008

Actualidade desportiva grotafundense

A presente semana foi bastante emotiva em termos despotivos, e não pelos melhores motivos.

 

Infelizmente a AGIOD (Associação Grotafundense de Idosos e Outros Desgraçados) ou "mariquinhas" como são conhecidos no meio popular, conseguirão com que o "campeonato mundial de tiro ao idoso" vosse cancelado, o decreto chegou hoje, em forma de texto escrito em porta de casa de banho, á sede desportiva da Grotafunda (que é a câmara municipal, a junta de freguesia, o hotel da freguesia e a casa de banho pública em simultâneo) e dizia o seguinte:

 

"Caros individuos com completa ausência de sentido moral:

É com a maior das satisfações que anunciamos que vosso éspectáculo grotesco a que barbaremente chamam "desporto" foi oficialmente proibido na presente data, ao que parece as regras do mesmo não são bem aceites pelos direitos humanos ou algo do género.

Caso teimem em não terminar com semelhante actividade, serão todos presos, eu sei porque o meu primo é policia e percebe dessas coisas.

Adeus, espero que ardem todos no inverno."

O que ainda não foi proibido foi o campeonato regional de ordenha, com a deportação de todos os atletas de Boston, o campeonato pode finalmente proseguir. Os encontros desta semana foram:

 

Associação Grotafundense de Ordenha V.S Marítimos do Cerrado

Juventude Vaqueira V.S Grotafunda Ordenha Clube

Tributo Ancião da Grotafunda V.S Homens do Leite Ordenha Clube

Associação Paroquial Académica Comercial Medicinal Pecuária e Desportiva Grotafunda V.S Lavradores Independentes

Os resultados foram os seguintes:

AGO 29                                                                                            JV    33

MC   22                                                                                            GOC 19       

                                                                                                        

TAG 38                                                                                            APACMPDG 24

HLOC 19                                                                                          LI                    16

 

O jogo mais controverso desta semana foi sem duvida alguma o Associação Grotafundense de Ordenha - Maritimos do Cerrado, que acabou com a vitória dos homens da casa por     29-22.

Com quaise 14 pessoas o complexo desportivo da Grotafunda estava praticamente cheio, todos queriam ver o embate que se advianhava emocionante entre o AGO e o MC equipa queb está a passar um mau bocado e que se esperava que se levanta-se neste jogo contra os actuais campeões.

Os Grotafundenses apresentaram um trio inicial com três atletas de alto gabarito: Bruno Bettencourt; Júlio Tarraçada e o já muito experiente Alberto Borges. Quanto aos Marítimos começaram com o capitão João Silva, a jovem promessa local Leandro e o atleta que veio de Boston Jonathan Miranda.

Na primeira ronda, Bruno Bettencourt mostrou-se demaisado egoísta, como se quisesse a vaca toda só para ele, e praticamente não alternou com os seus colegas. Quanto a Jonathan Miranda, foi uma agradável surpresa, e sozinho ordenhou 7 litros neste primeiro periodo. Ao intervalo o resultado ostrava uns supreendentes 6-10.

No segundo periodo o treinador da Associação Grotafundense de Ordenha, substituio, como já era de esperar, Bruno Bettencourt, por Raul Alfredo, producto das escolas do clube, e em boa hora o vez, a substituição notou-se nas muito melhores triangulaçõews da equipa, ainda assim o Maritimos do Cerrado, conseguiram manter a vantagem, e no fim deste periodo o resultado era de 15-18.

O escandalo veio no terceiro periodo, com a substituição de Jonathan Miranda, aparentemente desgastado depois de dois primeiros periodos de grande desgaste, era de prever que as coisas não corresem tanto bem aos individuos da Alta Grotafunda, e não correram, mas pelas piores razões.

O que nós vimos neste terceiro periodo, meus amigos, foi por e simplesmente favoritismo da vaca, enquanto as suas sucessoras dos periodos anteriores tinham feito um trabalho bastante bom, esta pôs em causa todom aquilço que a ordenha representa. E que mal era tocada pelos atletas do AGO o bicho quaise que se desfazia em leite, mas se era um dos Maritimos a mexer naquilo, praticamente nada saía. O caso amis flagrante foi quando Júlio Tarraçada usou deliberadamente um pé para ordenhar, o que é falta com direito a coice, e a vaca deixou-o pasar completamente isento, isto assim também eu meus amigos. Quer dizer andámos nós a criar a ordenha, a divulgar a ordenha, a fazer tudo em nome da ordenha, e depois vemos individuos que ordenham com os pés, e as vacas não fazem nada, e quem perde e os espectadores, quem perde são aqueles que sairam das suas casas, pagaram os seus 2 euros e 50, pra realemtne verem um bom espectaculo de ordenha, e deparam-se com isto. é normal que as reacções não sejam as melhores, tanto é que pelo menos 5 dos 14 espectadores sairam antes do jogo acabar.

Dito isto aqui fica a tabela actualizada:

Tributo Ancião da Grotafunda 9 95 litros
Associação Grotafundense de Ordenha 9 84 litros
Associação PACMPDG da Grotafunda 9 77 litros
Juventude Vaqueira 6 80 litros
Grotafunda Ordenha Clube 3 65 litros
Homens do Leite Ordenha Clube 0 58 litros
Maritimos do Cerrado 0 51 litros
Lavradores independentes 0 45 litros

sinto-me: Transtornado
música: Hino do Maritimos do Cerrado

Sábado, 13 de Outubro de 2007

Semana desportiva

Pois é, esta semana foi bastante produtiva em termos desportivos na Grotafunda, e tudo indica que a produtividade continue durante o fim-de-semana.

 

Primeiro ouve o arranque do Grandioso Campeonato de Ordenha Espancador Vara de Pinho, a primeira jornada presenteava-nos com os seguintes encontros:

 

Associação Grotafundense de Ordenha V.S. Lavradores Independentes

 

Tributo Ancião da Grotafunda V.S Juventude Vaqueira

 

Grotafunda Ordenha Clube V.S Marítimos do Cerrado

 

 Homens do Leite Ordenha Clube V.S Associação Paroquial Académica Comercial Medicinal Pecuária e Desportiva Grotafunda

 

E os resultados foram os seguintes (em litros):

 

AGO 27                                                                        TAG 34

LI     13                                                                         JV    22

 

GOC 25                                                                        HLOC 15

MC   19                                                                        APACMPDG 23

 

 

E aqui fica uma análise do Associação Grotafundense de Ordenha V.S. Lavradores Independentes

 

Os Grotafundenses, actuais campeões de ordenha, tinham o seu primeiro teste de fogo a uma equipa dos Lavradores Independentes, bastante moralizada pelos bons resultados alcançados na pré época, e pela recente contratação de Anailton Júnior, jovem esperança que se destacou no campeonato brasileiro de ordenha.

 

O que é certo é que logo no primeiro parcial, os campeões mostraram-se merecedores do título, com uma rotação muito bem executada pelos três “pilares” da equipa: Bruno Bettencourt; Júlio Tarraçada e o já muito experiente Alberto Borges.

 

Quanto á contratação brasileira dos Independentes, ficou um pouco aquém das expectativas, talvez por ainda não estar habituado ás vacas açorianas, e como tal não se adaptar á forma de ordenhar neste campeonato.

 

No fim do primeiro parcial, o resultado era expressivo: AGO 13 LI 4

 

O segundo parcial, iria ser talvez o melhor para os Independentes. Júlio Tarraçada apresentou sinais de fatiga, sinais que o treinador dos Grotafundenses demorou a perceber, substituindo o atleta apenas no fim do segundo parcial.

 

Por outro lado, os Independentes tiveram uma boa substituição, ao tirarem Anailton, pela jovem esperança que provém das escolas do clube, Miguel Abílio, que se demonstrou fervoroso e cheio de vontade de ordenhar.

 

Ao segundo período o resultado era de: AGO 17 LI 10

 

Mas, no terceiro parcial, com a substituição de um muito fatigado Júlio Tarraçada, o AGO mostrou-se mais forte nas rotações e conseguiu mais um excelente período.

 

Já os Independentes, talvez desmoralizados pelo bom momento dos adversários, esmoreceram e não conseguiram recuperar da desvantagem de 7 litros que marcava o placar.

 

Resultado final: AGO 27 LI 13

 

Aqui fica a tabela á primeira jornada

 

Tributo Ancião da Grotafunda

3 pontos

34 litros

Associação Grotafundense Ordenha

3 pontos

27 litros

Grotafunda Ordenha Clube

3 pontos

25 litros

Associação PACMPD Grotafunda

3 pontos

23 litros

Juventude Vaqueira

0 pontos

22 litros

Marítimos do Cerrado

0 pontos

19 litros

Homens do Leite Ordenha Clube

0 pontos

15 litros

Lavradores Independentes

0 pontos

13 litros

 

sinto-me: Jorge Perestrelo
música: Losing my religion - REM

.este tarado tem identidade (veja aqui qual)

.termos

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
25
26
27
28

29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.este palhaço dise isto (e não fui á muito tempo)

. Grandioso Campeonato Espa...

. Grandioso Campeonato de O...

. Actualidade desportiva gr...

. Semana desportiva

.depois disto ainda quer ver mais? Não? E se eu oferecer um microondas

. Setembro 2013

. Outubro 2012

. Junho 2012

. Fevereiro 2012

. Abril 2011

. Novembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

.tags

. todas as tags

.eu recomendo isto, mas isto sou eu

SAPO Blogs

.subscrever feeds