Sábado, 28 de Agosto de 2010

E há quem seja pago para isto

Se há coisa que as instituições que traduzem os títulos dos filmes para português nos habituaram, essa coisa é a mediocridade.

 Alguns de vocês, mais incendiários, extremistas e quiçá exagerados acrescentariam também o ridículo, e têm razão.

 Bons exemplos disso mesmo são as seguintes traduções:

 

“Little miss Sunshine“

(o título refere-se a um concurso de “misses” para crianças, não é comum em Portugal mas algo como “A pequena miss” ou “A menina mais bonita” seria preferível à atrocidade escolhida)

“Uma família á beira dum ataque de nervos”

“Harold and Kumar go to Guanthanamo”

(este filme faz parte duma série de filmes onde as personagens principais são sempre o Harold e o Kumar, porque não fazer uma tradução literal e dar o título de “Harold e Kumar vão a Guantanamo” ?

“Grande moca meu”

“The men who stare at goats”

« O homem que fixa cabras »

“Homens que matam cabras só com o olhar”

“Forgetting Sarah Marshall”

“Esqueçendo Sarah Marshall”

“Um belo par… de patins”

“Humpday”

(o filme fala de dois amigos heterossexuais que decidem protagonizar um porno, um com o outro, uma tradução literal (“Dia para montar”) seria jogar pelo seguro (visto que o cartaz são dois homens sem camisa deitados numa cama, as pessoas iam perceber) mas não…)

“Deu para o torto”

“Get him to the Greek”

(aqui “Greek” refere-se ao “Greek Theather” nos USA, o que impede uma tradução literal, mas visto que o filme é sobre levar uma estrela de rock a um concerto, porque não “Leva-lo para o concerto”, problema referencial resolvido)

“É muito rock meu”

“Knocked Up”  

“Grávida”

“Um azar do caraças”

 

 

 

 

É claro que existem também traduções não atrozes, algumas até um bocado hábeis (“Teenwolf” – “Lobijovem”), o que me faz pensar em possíveis títulos alternativos que, quase que certamente, pairaram sobre a cabeça dos nossos extraordinários criativos:

 

Título Original

Título em Portugal

Possíveis atrocidades

“The Godfather”

“O Padrinho” (era difícil)

“O Poderoso chefão” (título que recebeu no Brasil)

“Uma família à Italiana”

“Família... família... negócios à parte”

“Teenwolf”

“Lobijovem”

“Uma questão de pêlo”

“Um miúdo com garra”

“Titanic”

“Titanic”

“O barco do amor”

“Paixão em alto mar”

“Gone with the wind”

“E tudo o vento levou”

“A noviça rebelde” (mais uma vez, o título que recebeu no Brasil)

“Bicicletas”

“Godzilla”

“Godzilla”

“Lagarto gigante”

“Monstro verde Destruidor”

"Destruição em Nova Yorke"

 

 

música: Heartbreaks - José Gonzales

Quinta-feira, 19 de Agosto de 2010

Pois, poesia agora...

Adulação Atómica

 

 São pequenas moléculas de energia,

 São grandes porções de nada,

 Que se dividem e subdividem…

 Que se manifestam, em vãos reflexos duma mais vã sinergia.

 

 São notas soltas duma harmonia desconcertada,

 São dolorosos sopros, que rapidamente se esquecem, e penosamente se extinguem.

 

 Repara, como prodigiosamente se agrupam,

 Admira a complexidade dos seus movimentos,

 Delicia-te com a inebriante forma com que te chamam.

 Sim, é por ti que eles clamam,

 É pelo teu toque que eles suplicam sofregamente,

 É pela voracidade da tua ânsia que se arrastam subtilmente.

 Ah, tão enternecedora é a forma como labutam…

 

 São tão patuscos os seus desastrados gestos,

 Que os meus braços esticam numa néscia esperança,

 De arrebatar essa brisa, que só a minha emoção alcança.

 

 Mas… Tal fantasia está além dos meus cândidos métodos,

 E esse vento,

 Que és tu, bailando harmonicamente conforme o ritmo do momento,

 Trespassa-me tão completamente,

 Que os exíguos resíduos que me ficam implantados,

 Nada mais são que nostálgicos e oníricos pedaços,

 De matéria incerta, que se divide e subdivide incessantemente,

 Que se escorre do meu corpo conforme a velocidade dos teus passos.

música: Royksopp - What else is there?

.este tarado tem identidade (veja aqui qual)

.termos

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
25
26
27
28

29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.este palhaço dise isto (e não fui á muito tempo)

. Crítica "O Filme do Desas...

. Ricardo Blayer, um ser hu...

. Ricardo Blayer, um ser hu...

. Ricardo Blayer um ser hum...

. Mas... ainda há textos aq...

. Um video

. E há quem seja pago para ...

. Pois, poesia agora...

. To soon?

. Tartarugas gigantes e del...

.depois disto ainda quer ver mais? Não? E se eu oferecer um microondas

. Setembro 2013

. Outubro 2012

. Junho 2012

. Fevereiro 2012

. Abril 2011

. Novembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

.tags

. todas as tags

.eu recomendo isto, mas isto sou eu

.Enganos

Contador de visitas
SAPO Blogs

.subscrever feeds