Segunda-feira, 10 de Agosto de 2009

Se há coisa que não compreendo

 São aqueles variados serviços para telemóveis que, aparecem inúmeras vezes anunciados tanto em televisão, sites na internet, jornais, portas de casa de banho, etc.

 

 Olha estes anúncios como é óbvio, oferecem toda uma panóplia de serviços, desde músicas de artistas de mérito duvidoso, até assertivos palpites sobre a morte do cliente. O que me deixa uma duvida: Se a maioria das pessoas não quer saber que uma relação acabou via telemóvel, porque raio irá querer saber que a sua vida irá acabar via telemóvel? Enfim paradoxos.

 

 Quanto ao mercado do “barulho por encomenda”, desenganem-se os incautos que julgam que tal mercado se restringe pelas músicas do Tony Carreira (é só um exemplo, não há nada de mal com… Desisto, nem consigo acabar a frase). Desde um despertador demasiado agudo que repete o nome do cliente incessantemente até ao pai Natal com flatulência (em casos normais eu iria inventar fontes de poluição sonora totalmente ridículos e surreais para fins de entretenimento, mas neste caso fui ultrapassado pelos brilhantes criativos por detrás de tamanha barbaridade que, efectivamente comercializam semelhante produto da sua genialidade). Talvez um (sim porque um titulo desta envergadura não pode ser entregue de forma leviana) dos mais surreais “toques” a ser comercializado era o som de um qualquer individuo a trautear o mais básico toque de telemóvel (tanana tanana tanananana). Porquê? Para quem? Se eu, por infelicidade do destino, conhecesse alguém que gostasse de imitar toque de telemóvel, tentaria evitar essa pessoa e o seu “talento”. Quão baixo na cadeia da dignidade alguém tem que descer para ter como trabalho “cantor cover de toques de telemóvel”.

 

 Como não poderia deixar de ser, a pornografia deixa a sua marca também nesta forma de comércio. E, aparentemente resigna-se a algo genérico e mainstream (porque convenhamos, ver um anuncio que diz com entusiasmo e ênfase “veja esta bela moça, vestida de urso a roçar-se neste pinguim de pelúcia, enquanto trinta anões vestidos de moços de colégio lhe atiram pequenos ursos goma de sabor a morango, e uma senhora de idade observa-os enquanto produz lindos vasos de barro” poderá não apelar ás massas). Ainda assim não pude deixar de notar que um dos anúncios apelava á testosterona do seu público com as denominadas: “Lolita, Prima da Lolita, Irmã da Lolita, Tia da Lolita”. Duas perguntas (para lá do instintivo porquê?) porque raio o incesto se tornou sensual? E desde quando a industria pornográfica se tornou demasiado preguiçosa para inventar nomes? Dá um ar de grande desleixo, não? Quer dizer, que vontade terá o cliente de demonstrar o seu amor pelo próprio, quando o incentivo para tal demonstração, mostra desprezo tal que nem se dá ao trabalho de pensar em mais que um nome?

 

 Mas a jóia da coroa de toda esta linha de produtos, é sem duvida alguma a “máquina de peidos”. A épica e eterna “máquina de peidos”. Quem já utilizou o youtube muito provavelmente já se cruzou com o anúncio da (e não consigo enfatizar espectacular o suficiente) “máquina de peidos”, mas para quem não está familiarizado com a temática, passo a explicar:

 

 A “máquina de peidos” (segundo reza o anuncio) é basicamente uma “slot machine” virtual onde o resultado é sempre três imagens alinhadas de nádegas e uma espécie de fumo por debaixo das mesmas (se vem com acompanhamentos sonoros e olfactivos não sei, o anuncio não é assim tão especifico). O anuncio minimalista (porque francamente pouco mais há a acrescentar) afirma pomposamente “máquina dos peidos: põem toda a gente a rir”. E, num canto do anuncio com letra pequena e semi-transparente “4€ por semana”. E é só, durante quantas semanas? Não diz. Receberei outros produtos durante as semanas em que pago os 4€, ou o dinheiro é simplesmente uma (justa) prestação infinita pela “máquina dos peidos”? Também não diz. E sinceramente é irrelevante, pois o anuncio e produto creio que dizem tudo o que há para dizer por si só.

 

sinto-me: perplexo
música: Breathe Under Water - Placebo

3 comentários:
De Rafeiro Perfumado a 10 de Agosto de 2009 às 08:54
Gomas de morango? Péssima escolha de sabor, banana é bem mais erótico. Quanto à máquina de peidos, acho que deveria haver um up-grade para quem quisesse receber um MMS com fotografias ou mesmo filems de evacuações...


De gataverde a 10 de Agosto de 2009 às 22:31
Tu e o Pai Natal...o fulano tinha de entrar na história e ainda por cima flatulento!!!
;)

beijocas


De centrodasmarradas a 10 de Agosto de 2009 às 23:23
hummm ...gosto da ideia algo pop-arte da ninfa a ser fustigada por gomas...


Comentar post

.este tarado tem identidade (veja aqui qual)

.termos

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
25
26
27
28

29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.este palhaço dise isto (e não fui á muito tempo)

. Crítica "O Filme do Desas...

. Ricardo Blayer, um ser hu...

. Ricardo Blayer, um ser hu...

. Ricardo Blayer um ser hum...

. Mas... ainda há textos aq...

. Um video

. E há quem seja pago para ...

. Pois, poesia agora...

. To soon?

. Tartarugas gigantes e del...

.depois disto ainda quer ver mais? Não? E se eu oferecer um microondas

. Setembro 2013

. Outubro 2012

. Junho 2012

. Fevereiro 2012

. Abril 2011

. Novembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

.tags

. todas as tags

.eu recomendo isto, mas isto sou eu

.Enganos

Contador de visitas
SAPO Blogs

.subscrever feeds