Quinta-feira, 14 de Maio de 2009

Natal contemporâneo (parte VII)

 

 

 

 

 

Breve nota editorial: como talvez já se aperceberam, isto não se vai alongar para doze partes, deve quedarse nas oito ou nove

 

 

O Pai Natal Filipe era uma aparição peculiar e cómica, a cara, como que sugada pela sua nuca, era repleta de rugas e muito escarpada, as barbas eram completamente desproporcionais ao tamanho do seu crânio, o peito era praticamente inexistente, o que fazia a prótese abdominal sobressair forma exageradamente deslocada, as pernas bamboleavam dentro das generosas calças xxl e as botas achinelavam produzindo um som tão agudo que, por vezes, apenas os cães o conseguiam ouvir.

 Como estava na sua pausa de almoço (um momento off camera do seu trabalho para o jornal) Felipe ofereceu a refeição ao garoto, garantindo-lhe qualquer iguaria que não ultrapassasse a módica quantia de seis euros. O miúdo pediu um hamburger e um refrigerante de sabor artificial e indecifrável, Felipe desejou douradinhos com arroz e água da torneira, apesar de ter meios para pedir um manjar diferente de 70% das suas refeições, Felipe não se sentiu no direito de pregar tamanho susto ás suas papilas gustativas.

 Depois dos cumprimentos burocráticos, Felipe iniciou um chorrilho de perguntas existencialistas, disfarçando-as da melhor e mais pedagógica maneira que lhe ocorreu: em vez de perguntar: “aceita a existência de um Deus?” perguntou: “acreditas em Jesus?”, em vez de perguntar: “acredita na vida após a morte?” perguntou:”o que queres ser quando fores morto?”, em vez de perguntar “o que julga do rumo que a sociedade do século XXI está a tomar? Não julga que nos estmaos a caminhar par um relativismo e ambiguidade cultural?” perguntou “o que achas nos outros meninos? São um bocado burros não são?” (Felipe não era a pessoa mais pedagógica convenhamos).

 E todas as respostas do miúdo o fascinavam gradualmente mais um bocadinho, nunca assistira a semelhante potencial, tanto realismo, tanta consciência melancólica e deliciosa, tanta apatia desistente, tanto espírito de mártir. Felipe deu por si a desejar coma ardência poder assistir ao desabrochar daquele bolbo tão rico.

 Para o miúdo era giro ver a aquele falso ídolo do meio onde ele próprio se inseria (era assim que via o Pai Natal) a comer com ele numa apertada mesa para dois num centro comercial, a deixar cair migalhas amareladas no chão, a sujar a manga do fato com ketchup, a coçar discretamente a pele irritada por aquele material sintético que certamente lhe ira provocar a mais épica das alergias. A crème de la crème foi quando o Pai Natal fumou deliberadamente á frente de uma criança, e tossiu compulsivamente expelindo pelos lábios o mais asqueroso dos escarros.

 Aquele encontro deixou Felipe num estado de espírito bastante aproximado da alegria, longe do falso nirvana que era obrigado a assistir diariamente por aqueles dias, mas estava relativamente feliz ainda assim.

 

sinto-me: editor
música: Ornatos Violeta - Dama do sinal

2 comentários:
De Rafeiro Perfumado a 17 de Maio de 2009 às 23:14
Pela descrição inicial, ia jurar que o Pai Natal Filipe era a Lili Caneças...


De gataverde a 24 de Maio de 2009 às 17:06
A descrição do "teu" Pai Natal é assustadora...

beijossss


Comentar post

.este tarado tem identidade (veja aqui qual)

.termos

 

.Setembro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
25
26
27
28

29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.este palhaço dise isto (e não fui á muito tempo)

. Crítica "O Filme do Desas...

. Ricardo Blayer, um ser hu...

. Ricardo Blayer, um ser hu...

. Ricardo Blayer um ser hum...

. Mas... ainda há textos aq...

. Um video

. E há quem seja pago para ...

. Pois, poesia agora...

. To soon?

. Tartarugas gigantes e del...

.depois disto ainda quer ver mais? Não? E se eu oferecer um microondas

. Setembro 2013

. Outubro 2012

. Junho 2012

. Fevereiro 2012

. Abril 2011

. Novembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

.tags

. todas as tags

.eu recomendo isto, mas isto sou eu

.Enganos

Contador de visitas
SAPO Blogs

.subscrever feeds